18.9.13

Há guerra na Madragoa

Começou animada a campanha autárquica na Estrela, tendo como primeiro foco de agitação o bairro da Madragoa, onde os dois principais candidatos à Junta de Freguesia iniciaram as 'hostilidades'.
Luís Newton decidiu entrar por Santos-o-Velho ainda em pré-campanha, Luís Monteiro não gostou e ripostou.


Já há alguns meses que têm vindo a público notícias contraditórias relativamente à Marcha da Madragoa, entre várias outras, divulgadas maioritariamente pelo Jornal de Lisboa na sua feroz senda contra o candidato do PSD/PP na Estrela (o qual é amiúde tema de capa, numa publicação onde Luís Monteiro tem curiosamente uma coluna de opinião).
Não tecendo nós qualquer juízo de valor nas acusações que são movidas a Luís Newton por parte do referido jornal (dado que não dispomos - para já - de dados adequados que nos permitam definir uma posição), limitamo-nos a descrever os factos que são públicos e ambas as versões da 'estória'.

   

Há alguns meses atrás, foi veiculada a notícia de que Luís Newton teria tentado impugnar a Marcha da Madragoa.
Pedro Franco (Presidente da Direcção da Associação das Colectividades do Concelho de Lisboa e presidente do Júri das Marchas de Lisboa) afirmou taxativamente numa entrevista dada ao Jornal de Lisboa que teria recebido um telefonema seu nesse sentido, ao qual não deu provimento.
Surgia o mesmo - segundo é voz corrente - na sequência de uma recusa por parte da direcção da Marcha da Madragoa em aceitar uma reunião com o candidato, o que não lhe terá caído bem.

Apesar de ter já por alguma vezes apelidado de "disparate" as acusações que lhe são movidas, Luís Newton viu-se novamente confrontado com estas e outras mais, poucos dias depois do seu périplo pré-eleitoral pelas ruas do bairro, que acima documentamos.


Na sua página no facebook, Luís Monteiro partilhou ontem à noite o estado de Carlos Mendonça, onde o conhecido "Mourinho das Marchas" renega qualquer ligação com a próxima marcha do bairro num eventual pré-acordo com o candidato do PSD/PP, chamando-o mesmo de aldrabão e mentiroso por fazer tais promessas aos votantes.
Comentava Luís Monteiro que "A política da mentira tem perna curta".

E a resposta não se fez esperar, ao final da manhã de hoje, também através da sua página do facebook.
Luís Newton denomina de calúnias todos os episódios relatados, numa toada em muito semelhante ao ataque que lhe foi movido, afirmando - por entre lamentos aos que recorrem "à mentira e à difamação para criar factos" - que são estas mesmas situações que comprovam o sucesso do seu projecto, garantindo um forte investimento no bairro e na Marcha e deixando igualmente algumas farpas ao actual presidente da Junta de Freguesia de Santos-o-Velho: "A Madragoa vai deixar de ser o enclave de alguns e passar a ser uma bandeira Cultural da Estrela e de Lisboa."


Numa novela que augura diversas sequelas e desenvolvimentos constantes, foi num ambiente ainda relaxado-mas-nem-tanto que os dois candidatos a Presidente da Junta de Freguesia da Estrela deram início às respectivas campanhas, mostrando já alguns dos seus argumentos e estratégias.
Contamos agora com a entrada em cena das 4 restantes listas, que ansiamos serem uma mais-valia democrática e evolutiva para a nova freguesia de todos nós, durante os próximos 10 dias de uma campanha que promete ser feroz mas pouco concreta do ponto de vista do debate efectivo de ideias.