5.9.13

Apresentação da candidatura de Luís Monteiro (PS)

Foi num fim de tarde soalheiro e na presença de várias dezenas de pessoas que Luís Monteiro optou por apresentar a sua candidatura aos cidadãos da Estrela.
Num cenário bem montado em redor do coreto do Jardim Guerra Junqueiro, foi ao som do 'jingle' da sua campanha (que, apesar do espalhafato musical, entra muito bem no ouvido) e na companhia de António Costa que efectuou a sua entrada apoteótica, em mais uma prova do empenho que continua a dedicar à sua eleição para a presidência da nova Junta de Freguesia.
Em ambiente de festa e por entre promessas de total entendimento familiar com o candidato do Partido Socialista à C.M.L., não deixaram de marcar presença as demais personalidades que encabeçam o movimento «Juntos Fazemos Lisboa», como foram o caso de José Sá Fernandes e Helena Roseta.


Ricardo Monteiro - em representação do Mandatário para a Juventude, Tiago Aldeia, ausente por motivos pessoais - introduziu o evento, sendo de imediato seguido pelo conhecido actor Octávio de Matos, que aligeirou o ambiente antes das intervenções políticas.
E foi João Tiago Silveira, ex-Secretário de Estado da Justiça e da Presidência do Conselho de Ministros, de uma forma subtil e bem disposta, a fazer a passagem entre a envolvência mais informal e a apresentação concreta de ideias e propostas por parte dos dois principais oradores.
Nota para um apontamento, no mínimo, curioso da parte deste também candidato e que deixamos à consideração de cada um: "António Costa é um político e não tem vergonha de dizer que o é!".


Luís Monteiro apostou em direccionar o seu discurso para promessas mais genéricas, assentes sobretudo numa política de proximidade com as pessoas, à semelhança da forma como tem vindo a conduzir a sua campanha há já várias semanas.
Considerando ser a reforma administrativa da cidade "uma oportunidade soberana para reforçar a eficácia da acção das juntas de freguesia", modelou a sua intervenção naquilo que denominou como «os 8 compromissos».
Para além das garantias de preservação do património e de uma freguesia limpa (dos graffitis aos dejectos caninos), foi peremptório ao afirmar que não iria despedir qualquer dos actuais funcionários das 3 juntas nem extinguir as actividades sociais em desenvolvimento desde que as mesmas tenham apresentado sucesso junto dos cidadãos.
Em termos mais concretos, damos destaque ao arranque do Orçamento Participativo da Estrela e à criação de um Conselho Consultivo, dois pontos que consideramos de elevado valor teórico e que ansiamos analisar de forma mais prática e detalhada.
Igualmente nos pareceram de relevo as declarações relativas à melhoria das condições de transporte de doentes e idosos e a elaboração de uma plataforma informática coadjuvada por um atendimento telefónico disponível 24 horas por dia com o objectivo de contruir uma base de dados que abranja as mais diversas queixas dos cidadãos da nova freguesia.

A finalizar a sessão de apresentação, António Costa apresentou-nos alguns pontos que considera fulcrais no seu Plano de Acções para uma eficaz gestão da C.M.L., os quais seguem uma linha muito semelhante à de Luís Monteiro mas, naturalmente, de forma mais abrangente.
Reforçando os ideais de proximidade, limpeza e acessibilidade especial (que estendeu a todos os cidadãos que andam a pé, ao se comprometer a implementar calçadas menos escorregadias naquilo que denominou como Plano de Acessibilidade Pedonal), não deixou de dar um enfoque particular à Descentralização de Competências, à reabilitação urbana e ao combate ao desemprego jovem, exemplificando com as algumas centenas de postos de trabalho criados na zona da Baixa e Praça do Comércio.
Menção também para a continuidade das políticas de animação e rejuvenescimento do espaço público as quais têm sido uma característica constante e crescente da sua governação.

Em jeito de conclusão do evento, os habituais cumprimentos e abraços dos candidatos por entre a "multidão", num ambiente típico de pré-campanha, a antecipar a batalha eleitoral que se prevê feroz nesta recém-criada freguesia.
Uma última nota para o convite efectuado por Luís Monteiro a António Costa para que - à semelhança do que fez na última legislatura no Intendente - mova durante os próximos 4 anos o seu gabinete para esta zona da cidade e assente arraiais na Estrela.