20.8.13

Projecto «Estrela Viva»


Inauguramos hoje este espaço, o qual surge da necessidade de criação de uma nova comunidade advinda da Reforma Administrativa de Lisboa e da agregação a que virão sujeitas as freguesias da Lapa, Prazeres e Santos-o-Velho.
Pretende-se neste site efectuar não só uma historização profunda e crescente das ruas e das gentes da nova freguesia da Estrela, mas abrir igualmente um lugar de amplo debate e troca de ideias, tendo em vista uma equilibrada e agradável evolução futura.

Dada a mais absoluta ausência de um órgão informativo idóneo e generalista nesta zona de Lisboa (apenas abrangida de forma muito parcial e relativa pelo Comércio de Alcântara e pelos raros e tendenciosos boletins das actuais Juntas de Freguesia), é objectivo imediato do Estrela Viva assumir-se como a principal fonte de conhecimento e difusão da Estrela, pautando-se pelos mais elevados princípios de imparcialidade, abertura e abrangência.

Temos como linha editorial definida a divulgação das mais variadas actividades, eventos e acções que ocorram nos limites da freguesia, contando para tal efeito - de forma sinergética - com o site estrelaviva.net e com a nossa página do facebook.
Tencionamos ouvir, questionar, entrevistar e confrontar tudo e todos, desde os nossos representantes nos órgãos de gestão administrativa ao cidadão comum, sem esquecermos todas as tantas colectividades, instituições culturais, associações diversas e demais focos de relevância social.

É nesse preciso sentido que solicitamos e agradecemos a colaboração de todos quantos queiram dar o seu contributo, por forma a aumentarmos e melhorarmos a amplitude e qualidade pragmática das nossas publicações, sempre dentro de uma lógica participativa alargada que pretendemos impor como imagem.
Agraciamos o espírito crítico construtivo das mais diversas proveniências, comprometendo-nos sobretudo a nunca nos corrompermos a qualquer força partidária ou instituição, trabalhando com pessoas e para as pessoas.


Somos o Projecto «Estrela Viva»
Contamos consigo! Contem connosco.



Imagem: Acrílico do António Neves