10.4.15

Lisboa vai ao Parque - Tapada das Necessidades



A Tapada das Necessidades é um dos jardins citadinos que vai estar englobada no programa «Lisboa vai ao Parque», organizado pela Câmara Municipal de Lisboa, pretendendo desenvolver hábitos de vida saudáveis ao ar livre em contexto urbano e contribuir para uma mudança de comportamentos nos tempos de lazer.

Decorrendo entre Abril e Outubro, em sistema de rotação entre os 6 parques, é dirigido a toda a população de Lisboa e visitantes, sendo a participação gratuita.
O plano de actividades é extenso, procurando abranger todas as faixas etárias, onde se incluem desde ginástica, artes marciais, dança e yoga até aos mais típicos jogos tradicionais, desportos com bola, gincanas de bicicletas e caminhadas.
Em alguns casos, será mesmo possível andar de cavalo ou de segway.

A par dos eventos, vão ser igualmente privilegiadas várias acções de sensibilização ambiental.

Para além da Tapada das Necessidades, estão também incluídos no programa o Parque Recreativo do Alvito, a Quinta das Conchas, o Vale do Silêncio, o Parque Recreativo do Calhau e o Parque Urbano do Tejo e Trancão.

Podes consultar toda a programação aqui.

11.3.15

Inscrições abertas para a Marcha da Madragoa 2015


Já se encontram abertas as inscrições para a Marcha da Madragoa 2015, uma excelente oportunidade para representares o nosso Bairro Popular e desfilares na Avenida.
Se tens mais de 15 anos e muita vontade de dançar, não percas esta oportunidade!

27.10.14

Assembleia de Freguesia a 30 de Outubro

João Tiago Silveira, Presidente da Assembleia de Freguesia da Estrela, agendou a próxima reunião pública para 4ª feira - 30 de Outubro - às 21h00 na Teatro «A Barraca» (Largo de Santos, 2).


Numa reunião que seguirá em absoluto o modelo das anteriores, destaca-se o ponto 3 (não só pelo estado lastimável em que estão as nossas ruas há um ano, mas também dado o facto de que tais máquinas são totalmente desadequadas à generalidade dos nossos passeios, salvo raras excepções) e saúda-se a escolha do espaço, pela sua grandeza cultural.



Ordem de Trabalhos:

1) Período Antes da Ordem de Trabalhos (P.A.O.D.);
2) Informação do Presidente da Junta de Freguesia;
3) Aprovação da proposta nº 127/2014 do Executivo da Junta de Freguesia da Estrela (Abertura de Concurso Público Internacional para aquisição em sistema de Renting de duas varredouras);
4) Aprovação das actas das reuniões anteriores.

20.7.14

PSD/PP Estrela – O homem dos 7 instrumentos

A campanha não correu de forma fácil para Luís Newton.
Desde logo por variados factores internos a nível partidário, como o facto de advir de um Governo nada estimado pela população, ao que se juntou a união a um enfraquecido Fernando Seara e a curiosidade de vir suceder a João Neves Ferro (Lapa) e a Magalhães Pereira (Prazeres) com, talvez, alguma falta de experiência em virtude de não ter pertencido a nenhum desses Executivos nos 4 anos anteriores.



19.7.14

A inexistente eficiência do PS Estrela

Publicamos hoje um artigo de opinião que, de forma alguma, nos dá qualquer tipo de prazer escrever e divulgar.
À semelhança de outros que proximamente redigiremos – por ser esta uma altura de análise e de conclusões sobre o ano que agora finda, o primeiro da nova autarquia – é nossa intenção espelharmos junto da Comunidade as nossas leituras sobre a intervenção concreta de cada uma das bancadas da nossa Assembleia de Freguesia junto da população que se comprometeu a defender.




13.7.14

O Festival Out Jazz regressa hoje à Estrela


Ao longo dos próximos domingos de Julho, a partir das 17h00, a Tapada das Necessidades vai ser invadida pela música e pela alegria, com várias centenas de pessoas a dançarem e relaxarem até o sol se pôr.

No mês de Agosto, vai ser a vez do Jardim da Estrela aderir também à festa.
Só bons motivos para se viver e passear na Estrela!

11.7.14

O antes e o depois do «Público»



Em apenas 10 horas, após a divulgação por parte do jornal «Público» da notícia descrita no post anterior, um muro com uma dezena de anos de triste degradação aparece pintado de fresco.
A nossa sociedade funciona de uma forma muito tortuosa e sem uma lógica evolutiva subjacente.

10.7.14

O Estrela Viva no «Público»

É com enorme apreço pela jornalista Ana Neves, da Lusa, que tivemos oportunidade de divulgar a questão que mais nos tem preocupado nos últimos meses. A da degradação do Viaduto da Pampulha.
Foi, sem dúvida, uma simpatia que a todos os moradores agrada, na medida em que o facto de vir esta situação publicada no maior jornal diário da nossa praça contribuirá de forma célere para a resolução que todos anseiam.

Nesta publicação vos deixamos a reportagem completa.
A notícia original pode ser consultada neste link.


28.6.14

Até quando vai persistir esta vergonha?


O muro do viaduto da Avenida Infante Santo ruiu, em consequência de um acidente, em 2013.
Quase um ano depois, apesar dos vários alertas da população - através tanto da voz popular como pelos mecanismos de participação disponibilizados pela Câmara Municipal de Lisboa - não vemos solução à vista.

26.5.14

Resultados Eleitorais na Estrela

Já se encontram disponíveis os resultados oficiais relativos às Eleições Europeias 2014 na Freguesia da Estrela.
Seguindo a tendência habitual, a Coligação Aliança Portugal obteve o resultado mais expressivo (39,52% dos votos), contra cerca de dois terços para o PS (24,58%).

A "grande surpresa" será talvez o resultado do Livre, partido que não elegeu qualquer deputado mas que foi a 4ª força mais votada na nossa freguesia.

Consulta aqui todas as votações!


28.4.14

Assembleia de Freguesia a 30 de Abril

João Tiago Silveira, Presidente da Assembleia de Freguesia da Estrela, agendou a próxima reunião pública para 4ª feira - 30 de Abril - às 21h00 na Colectividade «Os Combatentes» (Rua do Possolo, 5-9).

Numa reunião que se debruçará sobre temas regimentais e financeiros, ressalva-se a aprovação do Orçamento de 2013 e alguns necessários ajustamentos ao Orçamento de 2014.
Alguma curiosidade também nos pontos respeitantes ao Regimento da Assembleia de Freguesia (pela polémica que tem sido causada pelo seu Presidente nas últimas reuniões) e ao Transporte Solidário, relativamente aos quais contamos dar informações mais elaboradas nos próximos dias.



Ordem de Trabalhos:

1) Período Antes da Ordem de Trabalhos (P.A.O.D.);
2) Projecto de Regimento da Assembleia de Freguesia da Estrela;
3) Projecto de Regulamento sobre o Transporte Solidário;
4) Informação do Presidente da Junta de Freguesia;
5) Aprovação do Relatório e Contas de 2013;
6) 1ª Revisão do Orçamento de 2014;
7) Aprovação da acta da reunião anterior.

2.4.14

O Estrela Viva no «Comércio de Alcântara»

Aqui deixamos os nossos maiores agradecimentos ao «Comércio de Alcântara», pela enorme simpatia de expressar as nossas preocupações junto da comunidade que serve.
Foi com grande carinho que observámos e analisámos esta reportagem (na página 5 da 2ª edição de Março) deste nosso conhecido e respeitado periódico bairrista.

Nesta publicação vos deixamos a reportagem completa.


1.4.14

Aprovação do Mapa de Pessoal da J.F. Estrela


Em Assembleia de Freguesia realizada no dia 27 de Março de 2014, foi aprovado o novo Mapa de Pessoal da Junta de Freguesia da Estrela.

Numa proposta a todos os níveis genérica, o Executivo apresentou um texto formal onde dá conta das suas intenções e motivações, sendo-nos depois indicado que, dos 85 postos de trabalho necessários à prossecução dos objectivos pretendidos, apenas cerca de 50% estão já definidos.

Conforme se poderá verificar pelo quadro abaixo [Anexo I – Mapa de Pessoal da Junta de Freguesia da Estrela], são 42 os trabalhadores já directamente alocados à sua função, faltando ainda finalizar a contratação de outros 43, em moldes que não estão para já esclarecidos.
Aliás, da mesma forma que não vem indicado quais os funcionários que transitaram das anteriores Juntas de Freguesia e da C.M.L. e quais os que já foram efectivamente contratados até ao momento.

20.3.14

O "antes" e o "depois" da APAURB


Dexamos aqui bem patente o nosso profundo desagrado pela estratégia escolhida pela APAURB para dar início à iniciativa "40 Anos, 40 Murais".

É totalmente inaceitável que se tenha optado por um muro onde estavam já e há vários anos patentes vários murais artísticos, incluindo uma escultura de Alexandre Farto (Vhils) que surge agora totalmente descaracterizada.
Aqui deixamos também alguns exemplos de outros murais que foram eliminados sem qualquer tipo de critério ou respeito pela arte alheia.